Ouvi, eu ti amo!





Ouvi um eu ti amo,



Será que não seria piegas dizer que seria musica que romperia com o meu passado, anunciaria o novo futuro e me faria delirar, despreocupado totalmente despreocupado nas asas do som da melodia harmoniosa da paixão?

Seria piegas afirmar que de olhos fechados navegaria por águas tranquilas, banharia na cachoeira das realizações, lavado, purificado de temores cantaria o hino dos que chegam ao pódio.


Seria forçoso asseverar que o sol daria seu fulgor com mais veemência assim como as estrelas?A lua apareceria no firmamento com mais graça para enfeitar a noite, as arvores de alguma forma ficariam mais verdes, dariam mais frutos, estariam mais vivos.


Os pássaros entoariam cânticos celebrando o nascer de uma nova historia cujo passado morreu como a semente que não restitui o tempo.


Um eu ti amo,



Seria a janela aberta que proporcionaria contemplar o horizonte na sua extensão infinito, calmo e inebriante. Uma janela que proporcionaria desbravar a profundidade do mar, mas que também proporcionaria o atrevimento de rir, brincar, chorar... Da vida. 


Perderia o fôlego. As pernas cambaleariam, 
Trêmulo perderia por segundos a fala, 
Emudeceria. A pressão cairia de leve. 


Depois um misto de lágrimas e risos me dominaria, talvez por falta de experiência de ouvi um eu ti amo. Além dos risos e lágrimas teria uma temporária crise de ceticismo que sufocado morreria após a confirmação demonstrada através de um longo e profundo abraço. 

Ainda com o coração quase saindo pela boca me recomporia... Felicidade saindo pelos poros... Transpirando alegria.


Será que agir assim é piegas, exagero? Pode ser que sim. Mas não importa, ... é assim que sinto, que um eu ti amo em me surtiria efeito. 



Por Adailson Pereira






Preciso vê-la







Meu dia estar sem luz,
Minha estrada sem direção,


Meu coração bate meio sem razão,
Minha respiração parece insuficiente


Minha mão estar fria, abandonada,
Meu sorriso é vazio, sem graça, artificial.


Tudo isso é por não ter visto você hoje.

Sinto tua falta.


Preciso vê-la,

Preciso tocar teu rosto, beijar tua boca.

Preciso da luz que vem da tua segurança.


Com você sou outra pessoa, amor...


...Sinto-me completo!




Por Adailson Pereira


Sem você

Quando leres este texto já estarei doente...

De saudades,
De desejo,
De anseio,
De amor por você!

Meu amor, não permita que destrua o meu  amor,
Não permita que destruam o nosso amor,
Não permita que nos mantenha separados,

Pois...

Se decidires ficar comigo,

Venceremos dissabores,
Venceremos obstáculos,
Venceremos famílias!

Para tanto, precisamos ficar juntos, bem juntos.

Mas...

Se optares por me deixar,
Já não sei do meu presente,
Também não sei da minha sorte,

Sei que não ficarei apenas doente,
A loucura pode me ser uma saída, talvez...
Melhor é a sombra do esquecimento que ver-te sem poder tê-la.

Sei que não vivo,
Pois sem você o futuro é a morte!


Por Adailson Pereira

Quem somos as ações denunciam!






Nunca leia o homem pelas palavras que saem de sua boca,
Se almejar conhecê-lo.


Antes, leia suas ações, procure interpretar seus atos.


O mistério de quem o seja de fato será descortinado como num palco de um teatro diante do que ele faz, do que ele prática, ou como reagi diante do inesperado, frente aos detalhes do dia a dia.


Diante das ações e atos o mistério será desvendado, a procura terminada,


Porque não há mascara que consegue persistir,
Porque não tem fingimento que aguente,
Porque não há mentira que consiga permanecer,


Diante do que de fato ele é denunciado pelo resultado de suas atitudes a farsa rui, dissolve-se, sai correndo.


Assim como as arvores são identificadas pelos frutos nossos atos denunciam quem somos.


Ora, são os nossos atos e não as palavras que saem de nossa boca que revela o ser humano... Que revela quem somos.

Por Adailson Pereira